Copas do Mundo
Página Inicial
Notícias
Artigos
História das Copas
Copa do Mundo de 1930
Copa do Mundo de 1934
Copa do Mundo de 1938
Copa do Mundo de 1950
Copa do Mundo de 1954
Copa do Mundo de 1958
Copa do Mundo de 1962
Copa do Mundo de 1966
Copa do Mundo de 1970
Copa do Mundo de 1974
Copa do Mundo de 1978
Copa do Mundo de 1982
Copa do Mundo de 1986
Copa do Mundo de 1990
Copa do Mundo de 1994
Copa do Mundo de 1998
Copa do Mundo de 2002
Copa do Mundo de 2006
Copa do Mundo de 2010
Copa do Mundo de 2014
Copa do Mundo de 2018
Copa do Mundo de 2022
Mascotes das Copas
Copa das Confederações
Livro de Visitas
Links
E-mail

 

Copa do Mundo de 2006

 

Copa do Mundo de 2006 - Alemanha

FIFA Fussball Weltmeisterschaft Deustchland 2006

A Copa do Mundo (ou Campeonato Mundial) de Futebol de 2006 realizou-se na Alemanha e foi vencida pela Itália. Pela segunda vez a Alemanha foi o país-sede (a primeira vez foi no ano de 1974-Alemanha Ocidental), e o único pré-classificado. Pela primeira vez na história do campeonato, o campeão do torneio anterior (no caso, o Brasil) precisou disputar as eliminatórias para poder defender o direito de participar no torneio. Trinta e dois países participaram da Copa de 2006, cuja final foi no dia 9 de Julho.

A decisão de confiar à Alemanha a organização do torneio foi controversa, já que se esperava que o campeonato ocorresse na África do Sul. Os outros países candidatos à organização eram Inglaterra, Marrocos e Brasil. Desde que a escolha foi feita, o órgão que controla mundialmente o esporte, a FIFA, afirmou publicamente sua intenção de rotacionar o país-sede entre suas confederações integrantes. A sede para a Copa seguinte foi escolhida logo em seguida: a África do Sul abrigará os jogos da Copa do Mundo de 2010. Como preparação para a competição, a FIFA organizou a Copa das Confederações 2005 na Alemanha, torneio ganho pelo Brasil. A Copa do Mundo de 2014 será realizada na América do Sul e o Brasil foi o país escolhido para sediar esta Copa.

Torcida italiana comemora título da Copa do Mundo 2006
Torcida italiana comemora título da Copa do Mundo 2006

De acordo com os resultados obtidos nas eliminatórias, os 32 países classificados foram: Alemanha (previamente classificada como país sede), Argentina, Brasil, Paraguai, Equador, México, Estados Unidos da América, Trinidad e Tobago, Costa Rica, Portugal, Espanha, Inglaterra, França, Itália, Suíça, Suécia, República Tcheca, Ucrânia, Sérvia e Montenegro, Holanda, Croácia, Polônia, Togo, Gana, Angola, Costa do Marfim, Tunísia, Japão, Arábia Saudita, Irã, Coréia do Sul e Austrália.

Pela primeira vez na história da Copa do Mundo, três países lusófonos estiveram presentes (Portugal, Angola e Brasil). E foi a primeira vez, também, que a Concacaf teve quatro representantes (EUA, México, Costa Rica e Trinidad e Tobago), o mesmo número de América do Sul e Ásia.

Expectativas antes do torneio

Mapa segundo os resultados da Copa do Mundo de 2006
Mapa segundo os resultados da Copa do Mundo de 2006
A Seleção Brasileira de Futebol era a grande favorita do torneio, em parte por ter ganho a última Copa do Mundo e a Copa das Confederações um ano antes. Equipes como a Seleção Argentina, Seleção Inglesa e a Seleção Italiana também eram consideradas grandes favoritas. Apesar de ter sido a vice-campeã na última Copa e jogar em casa, a Seleção Alemã não era favorita. Uma pesquisa publicada em 16 de Março de 2006 apontava que somente 3% do povo alemão acreditava na vitória. Para essas baixas expectativas germânicas, contou a derrota contra a seleção da Itália por 4x1 no dia 1 de Março num amistoso preparatório para o torneio.

O ceticismo da população refletia-se nos próprios jogadores alemães. O capitão e principal jogador da seleção, Michael Ballack, deu uma entrevista ao seminário esportivo alemão "Sport-Bild" no dia 9 de Maio afirmando que a equipe era jovem e inexperiente, e que não seria uma surpresa se fosse eliminada logo na primeira fase.

Diego Maradona declarou em 4 de abril de 2006 que considerava o Brasil como principal favorito, lugar que não atribuía à Argentina. Nas suas palavras: "Se não for Brasil, depois vêm Inglaterra, Itália e Alemanha".

Pelé, quando interrogado sobre qual seria o favorito na sua opinião, preferiu não dizer, por ter errado de todas as vezes em que se pronunciou sobre a seleção favorita: em 1994, disse que seria a Colômbia; em 1998, disse que a Espanha era melhor equipe, e o Brasil tinha problemas na defesa; e em 2002, devido a má campanha do Brasil nas eliminatórias, seleções como Inglaterra, Portugal, Suécia e Argentina eram as preferidas. A menos de um mês do torneio, contudo, Pelé acabou admitindo que não acreditava na vitória da seleção brasileira. Para Pelé, os favoritos sempre perdem. O ex-jogador foi muito criticado em seu país por tal declaração. Pelé, contudo, acabaria acertando suas previsões, já que o Brasil seria eliminado pela França nas quartas-de-final.

Por sua vez, a revista semanal alemã Stern indicou, em uma sondagem realizada pelo instituto Forsa, que entrevistou 1000 alemães, que 17% dos entrevistados não acreditam que a sua seleção passe da primeira fase, sendo que o grupo da seleção anfitriã é considerado um grupo "leve". Apesar de tudo, o povo alemão apoia o técnico pois, de acordo com a mesma sondagem, 66% acham que ele deve permanecer no cargo mesmo que a equipe perdesse o jogo de preparação contra a seleção dos EUA de 22 de Março, em Dortmund, uma das cidades sede da Copa.

Em um inquérito de dezembro de 2004, a revista "Sport Bild" indicou que apenas 10,4% dos alemães acreditavam no título. A mesma sondagem foi feita em Abril tendo a percentagem diminuído para somente 5%, acreditando 29,1% que a seleção será eliminada nas oitavas-de-final e 10,8% não acreditando que passe da primeira fase do torneio. O técnico Jürgen Klinsmann é bem aceito, com 60% dos entrevistados com uma opinião favorável sobre o seu trabalho.

Já entre os brasileiros a expectativa era de que a seleção trouxesse o título novamente. Pesquisa divulgada no dia 25 de Maio pelo Instituto CNT/Sensus apontou que 79,8% dos brasileiros acreditam no hexacampeonato mundial.

Na Itália, a menos de um mês do torneio explodiu um escândalo de compra de árbitros no futebol italiano. As denúncias acabaram sendo dirigidas ao também técnico da seleção italiana, Marcello Lippi, que teria sido influenciado nas escalações pelo ex-cartola do Juventus Luciano Moggi. Moggi estaria obtendo com a escalação de seus jogadores a valorização dos mesmos. Após uma semana de intensas pressões da mídia por sua saída, Lippi foi confirmado na Copa pela Federação Italiana.

Sedes

CidadeEstádioClubeCapacidade
BerlimOlympiastadionHertha Berlin76.176
DortmundSignal Iduna ParkBorussia Dortmund66.981
Frankfurt am MainWaldstadionEintracht Frankfurt48.132
GelsenkirchenVeltins-ArenaSchalke 0453.804
HamburgoAOL ArenaHamburger SV51.055
HannoverAWD-ArenaHannover 9644.652
KaiserslauternFritz-Walter-StadionFC Kaiserslautern41.170
Köln (Colônia)RheinEnergieStadionFC Köln46.120
LeipzigZentralstadionFC Sachsen Leipzig44.199
München (Munique)Allianz-ArenaBayern München / TSV 1860 München66.016
Nürnberg (Nuremberg)FrankenstadionFC Nürnberg41.926
StuttgartGottlieb-Daimler-StadionVfB Stuttgart54.267
Frankfurt am Main

Frankfurt am Main

Gelsenkirchen

Gelsenkirchen

Hamburgo

Hamburgo

Colônia

Colônia

Leipzig

Leipzig

Munique

Munique

Nuremberg

Nuremberg

Berlim

Berlim

Dortmund

Dortmund

Stuttgart

Stuttgart

Kaiserslautern

Kaiserslautern

Hannover

Hannover

Germany WC.png
Berlin
Dortmund
Frankfurt
Gelsenkirchen
Hamburg
Hannover
Kaiserslautern
Köln
Leipzig
München
Nürnberg
Stuttgart

Um total de 12 cidades alemãs foram selecionadas para receber a fase final da Copa do Mundo de 2006 dentre um total de 20 candidaturas, tendo sido descartadas, designadamente, as postulações de Bremen, Düsseldorf, Mönchengladbach, Bochum e Duisburg.

Os estádios começaram a ser preparados pouco tempo depois de selecionadas as cidades que os abrigam. Enquanto alguns foram apenas submetidos a pequenas adaptações, muitos tiveram que ser completamente reformados e outros foram construídos especialmente para o torneio. Cada estádio modernizado necessitou de um investimento entre 48 e 280 milhões de euros; além disso, mais de 1,38 bilhões de euros foram gastos para os novos estádios. Como comparação, para o torneio de 1974, foram gastos 242 milhões de marcos (aproximadamente 121 milhões de euros) para a habilitação de todos os centros esportivos.

A capacidade efetiva de alguns dos estádios na Copa do Mundo, em particular no Westfalenstadion, foi mais baixa que os números citados, já que o regulamento da Bundesliga permite que se mantenham partes onde o público não tem a necessidade de se sentar, enquanto que as regras da FIFA não permitem isso, pelo que foram instalados assentos nas áreas com essas características para a Copa do Mundo, reduzindo, assim, um pouco a sua capacidade.

Também, durante a Copa do Mundo, muitos dos estádios foram oficialmente conhecidos por nomes diferentes, já que a FIFA proíbe patrocínio no nome dos estádios. Por exemplo, o Allianz Arena foi conhecido durante a competição como "FIFA WM-Stadion München" (Estádio da Copa do Mundo da FIFA Munique), enquanto o Veltins-Arena foi revertido para seu nome original de "Arena AufSchalke".

Das doze cidades-sede, apenas duas não pertenciam completamente à Alemanha Ocidental, Leipzig e Berlim.

Países classificados

Mapa dos países classificados para o torneio. Mapa dos países classificados para o torneio.

Após as partidas da rodada de classificação de 16 de Novembro de 2005, os seguintes países asseguraram a classificação (mostrados aqui separados por associação regional):

Europa (UEFA)

PaísParticipaçõesClassificação
Germany Alemanha15sede
Bandeira da Croácia Croácia2*8 de Outubro de 2005
Bandeira da França França1112 de Outubro de 2005
Países Baixos Holanda78 de Outubro de 2005
England Inglaterra118 de Outubro de 2005
Italy Itália158 de Outubro de 2005
Poland Polônia68 de Outubro de 2005
Portugal Portugal38 de Outubro de 2005
Serbia and Montenegro Sérvia e Montenegro1*12 de Outubro de 2005
Sweden Suécia1012 de Outubro de 2005
Ukraine UcrâniaEstreante**3 de Setembro de 2005
Switzerland Suíça716 de Novembro de 2005
Spain Espanha1116 de Novembro de 2005
Bandeira da República Tcheca República TchecaEstreante***16 de Novembro de 2005

*O Reino da Iugoslávia (1930) e a República Socialista Federal da Iugoslávia (1950-1990) se classificaram oito vezes para a Copa do Mundo antes da separação das repúblicas iugoslavas a partir de 1992: Sérvia e Montenegro, Croácia, Eslovênia, Bósnia e Herzegovina e República da Macedônia. Em 1998, a Iugoslávia (que se já limitava a um território bastante menor que o inicial) participou também na copa.
** A Ucrânia foi república integrante da União Soviética, que participou de 7 Copas. 2006 foi a primeira participação da Ucrânia como país independente.
***A Tchecoslováquia foi divida em Eslováquia e República Checa em 1993. As duas seleções formadas a partir de então são consideradas distintas da Tchecoslováquia.

América do Sul (CONMEBOL)

PaísParticipaçõesClassificação
Argentina Argentina138 de Junho de 2005
Brasil BrasilParticipou de todas as copas4 de Setembro de 2005
Ecuador Equador28 de Outubro de 2005
Paraguay Paraguai68 de Outubro de 2005

América Central, do Norte e Caribe (CONCACAF)

PaísParticipaçõesClassificação
the United States Estados Unidos7
Mexico México12
Trinidad and Tobago Trinidad e TobagoEstreante
Costa Rica Costa Rica2

Ásia (AFC)

PaísParticipaçõesClassificação
Saudi Arabia Arábia Saudita38 de Junho de 2005
South Korea Coréia do Sul68 de Junho de 2005
Japan Japão28 de Junho de 2005
Iran Irã28 de Junho de 2005

África (CAF)

PaísParticipaçõesClassificação
Angola AngolaEstreante8 de Outubro de 2005
Cote d'Ivoire Costa do MarfimEstreante8 de Outubro de 2005
Ghana GanaEstreante8 de Outubro de 2005
Togo TogoEstreante8 de Outubro de 2005
Tunisia Tunísia38 de Outubro de 2005

Oceania (OFC)

PaísParticipaçõesClassificação
Australia Austrália116 de Novembro de 2005

Sorteio

Foi realizado em 9 de Dezembro de 2005, em Leipzig, Alemanha. As 32 seleções classificadas para o estágio final da Copa do Mundo foram divididas em 8 grupos (A, B, C, D, E, F, G e H) de 4 países cada. As seleções do Brasil, Inglaterra, Espanha, México, França, Argentina, Itália e Alemanha foram escolhidas como cabeças de chave de cada um deles.

  • A Alemanha, país-sede, como tradicionalmente acontece, estará no Grupo A e o Brasil, como último campeão, fica no Grupo F, para evitar um possível confronto com a Alemanha antes da final.
  • Times do mesmo continente foram distribuídos de modo a não ficarem no mesmo grupo, com exceção feita à Europa, que em alguns grupos possuem duas seleções, já que tiveram mais classificados (14) que qualquer outro continente.
  • São 8 os cabeças-de-chave, cada um colocado em grupos separados no sorteio em virtude de todos estarem no Pote A. Os cabeças-de-chave foram escolhidos em 6 de Dezembro. À exceção de Espanha e México, escolhidos por critérios técnicos como desempenho nas duas últimas edições, todos os outros já foram campeões mundiais.
  • Potes B, C e D são alocados "de tal forma que alcance a melhor distribuição geográfica possível entre os grupos."
  • Sérvia e Montenegro, como a seleção européia de pior colocação no ranking da FIFA, foi colocada em um "pote especial" para prevenir que três países da Zona Européia ficassem no mesmo grupo.
  • Primeiro era sorteada a seleção, logo em seguida seu lugar no grupo.
Pote APote BPote CPote D
Argentina Argentina

Brasil Brasil

England Inglaterra

Bandeira da França França

Germany Alemanha

Italy Itália

Mexico México

Spain Espanha

Angola Angola

Australia Austrália

Cote d'Ivoire Costa do Marfim

Ecuador Equador

Ghana Gana

Paraguay Paraguai

Togo Togo

Tunisia Tunísia

Bandeira da Croácia Croácia

Bandeira da República Tcheca República Tcheca

Países Baixos Holanda

Poland Polônia

Portugal Portugal

Switzerland Suíça

Sweden Suécia

Ukraine Ucrânia

Costa Rica Costa Rica

Iran Irã

Japan Japão

South Korea Coréia do Sul

Saudi Arabia Arábia Saudita

Trinidad and Tobago Trinidad e Tobago

the United States Estados Unidos

Pote Especial
Serbia and Montenegro Sérvia e Montenegro

Após os sorteios muitos comentaristas afirmaram que os grupos C e E são os chamados grupos da morte, por terem fortes seleções disputando entre si uma vaga.

Escalações das equipes

Cada seleção nacional incluiu 23 jogadores. Cada jogador mantém o mesmo número durante todos os jogos da Campeonato Mundial. No caso de lesão a seleção tem o direito da substituição até 24 horas antes do primeiro jogo.

Árbitros

Foram definidos vinte e três grupos de árbitros para a Copa de 2006.

GrupoÁrbitroPrimeiro AssistenteSegundo Assistente
1Egypt Essam Abd El FatahMali Dramane DanteSenegal Mamadou Ndoye
2Paraguay Carlos AmarillaParaguay Amelio AndinoParaguay Manuel Bernal
3Mexico Benito ArchundiaMexico José RamirezCanada Hector Vergara
4Bandeira da Suiça Massimo BusaccaBandeira da Suiça Francesco BuraginaBandeira da Suiça Matthias Arnet
5Benin Coffi CodjiaRwanda Celestin NtagungiraBenin Aboudou Aderodjou
6Belgium (civil) Frank De BleeckereBelgium (civil) Peter HermansBelgium (civil) Walter Vromans
7Argentina Horacio ElizondoArgentina Dario GarciaArgentina Rodolfo Otero
8Russia Valentin IvanovRussia Nikolay GolubeyRussia Evgueni Volnin
9Japan Toru KamikawaJapan Yoshikazu HiroshimaSouth Korea Kim Dae Young
10Uruguay Jorge LarriondaUruguay Walter RialUruguay Pablo Fandino
11Singapore Shamsul MaidinThailand Prachya Permpanichthe United Arab Emirates Eisa Ghuloum
12Spain Luis Medina CantalejoSpain Victoriano Giraldez CarrascoSpain Pedro Medina Hernandez
13Bandeira da Alemanha Markus MerkBandeira da Alemanha Christian SchraerBandeira da Alemanha Jan-Hendrik Salver
14Slovakia Lubos MichelSlovakia Roman SlyskoSlovakia Martin Balko
15Bandeira da Inglaterra Graham PollBandeira da Inglaterra Philip SharpBandeira da Inglaterra Glenn Turner
16France Eric PoulatFrance Lionel DagorneFrance Vincent Texier
17Mexico Marco RodríguezMexico Jose Luis CamargoCosta Rica Leonel Leal
18Italy Roberto RosettiItaly Christiano CopelliItaly Alessandro Stagnoli
19Colombia Oscar RuizEcuador Fernando TamayoColombia José Navia
20Australia Mark ShieldAustralia Nathan GibsonAustralia Ben Wilson
21Bandeira do Brasil Carlos SimonBandeira do Brasil Aristeu TavaresBandeira do Brasil Ednilson Corona

Árbitros de apoio

GrupoÁrbitroPrimeiro AssistenteSegundo Assistente
1Saudi Arabia Khalil Al GhamdiSyria Hamdi Al KadriJordan Fathi Rabati
2Chile Carlos ChandiaChile Christian JulioChile Rodrigo Gonzalez
3Bandeira da África do Sul Jerome DamonBandeira da África do Sul Enock MolefeGhana Justice Yeboah
4Morocco Mohamed GuezzazAlgeria Brahim DjezzarCameroon Jean Marie Endeng Zogo
5the United States Kevin Stottthe United States Chris Stricklandthe United States Gregory Barkey

Tabela de partidas

O sistema de disputa na fase de grupos é de todos contra todos dentro de seus grupos em turno único. As duas seleções de melhor desempenho passam para as oitavas-de-final, realocadas segundo chaveamento previamente determinado. A partir dessa fase, as partidas acontecem em eliminatória simples até à final. Os perdedores das semifinais disputam o terceiro lugar no dia anterior ao da final.

Primeira fase

DataLocalSeleçõesGrupoRes.
9 de Junho de 2006MuniqueGermany Alemanha - Costa Rica Costa RicaA4-2
9 de Junho de 2006GelsenkirchenPoland Polônia - Ecuador EquadorA0-2
10 de Junho de 2006FrankfurtEngland Inglaterra - Paraguay ParaguaiB1-0
10 de Junho de 2006DortmundTrinidad and Tobago Trinidad e Tobago - Sweden SuéciaB0-0
10 de Junho de 2006HamburgoArgentina Argentina - Cote d'Ivoire Costa do MarfimC2-1
11 de Junho de 2006LeipzigPaíses Baixos Holanda - Serbia and Montenegro Sérvia e MontenegroC0-1
11 de Junho de 2006NurembergMexico México - Iran IrãD3-1
11 de Junho de 2006ColôniaAngola Angola - Portugal PortugalD0-1
12 de Junho de 2006KaiserslauternAustralia Austrália - Japan JapãoF3-1
12 de Junho de 2006Gelsenkirchenthe United States EUA - Bandeira da República Tcheca República TchecaE0-3
12 de Junho de 2006HannoverItaly Itália - Ghana GanaE2-0
13 de Junho de 2006FrankfurtSouth Korea Coréia do Sul - Togo TogoG2-1
13 de Junho de 2006StuttgartBandeira da França França - Switzerland SuíçaG0-0
13 de Junho de 2006BerlimBrasil Brasil - Bandeira da Croácia CroáciaF1-0
14 de Junho de 2006LeipzigSpain Espanha - Ukraine UcrâniaH4-0
14 de Junho de 2006MuniqueTunisia Tunísia - Saudi Arabia Arábia SauditaH2-2
14 de Junho de 2006DortmundGermany Alemanha - Poland PolôniaA1-0
15 de Junho de 2006HamburgoEcuador Equador - Costa Rica Costa RicaA3-0
15 de Junho de 2006BerlimSweden Suécia - Paraguay ParaguaiB1-0
15 de Junho de 2006NurembergEngland Inglaterra - Trinidad and Tobago Trinidad e TobagoB2-0
16 de Junho de 2006GelsenkirchenArgentina Argentina - Serbia and Montenegro Sérvia e MontenegroC6-0
16 de Junho de 2006HannoverMexico México - Angola AngolaD0-0
16 de Junho de 2006StuttgartPaíses Baixos Holanda - Cote d'Ivoire Costa do MarfimC2-1
17 de Junho de 2006FrankfurtPortugal Portugal - Iran IrãD2-0
17 de Junho de 2006KaiserslauternItaly Itália - the United States Estados UnidosE1-1
17 de Junho de 2006ColôniaBandeira da República Tcheca República Tcheca - Ghana GanaE0-2
18 de Junho de 2006LeipzigBandeira da França França - South Korea Coréia do SulG1-1
18 de Junho de 2006MuniqueBrasil Brasil - Australia AustráliaF2-0
18 de Junho de 2006NurembergJapan Japão - Bandeira da Croácia CroáciaF0-0
19 de Junho de 2006DortmundTogo Togo - Switzerland SuíçaG0-2
19 de Junho de 2006HamburgoSaudi Arabia Arábia Saudita - Ukraine UcrâniaH0-4
19 de Junho de 2006StuttgartSpain Espanha - Tunisia TunísiaH3-1
20 de Junho de 2006BerlimEcuador Equador - Germany AlemanhaA0-3
20 de Junho de 2006HannoverCosta Rica Costa Rica - Poland PolôniaA1-2
20 de Junho de 2006KaiserslauternParaguay Paraguai - Trinidad and Tobago Trinidad e TobagoB2-0
20 de Junho de 2006ColôniaSweden Suécia - England InglaterraB2-2
21 de Junho de 2006FrankfurtPaíses Baixos Holanda - Argentina ArgentinaC0-0
21 de Junho de 2006GelsenkirchenPortugal Portugal - Mexico MéxicoD2-1
21 de Junho de 2006LeipzigIran Irã - Angola AngolaD1-1
21 de Junho de 2006MuniqueCote d'Ivoire Costa do Marfim - Serbia and Montenegro Sérvia e MontenegroC3-2
22 de Junho de 2006DortmundJapan Japão - Brasil BrasilF1-4
22 de Junho de 2006HamburgoBandeira da República Tcheca República Tcheca - Italy ItáliaE0-2
22 de Junho de 2006NurembergGhana Gana - the United States Estados UnidosE2-1
22 de Junho de 2006StuttgartBandeira da Croácia Croácia - Australia AustráliaF2-2
23 de Junho de 2006BerlimUkraine Ucrânia - Tunisia TunísiaH1-0
23 de Junho de 2006HannoverSwitzerland Suíça - South Korea Coréia do SulG2-0
23 de Junho de 2006KaiserslauternSaudi Arabia Arábia Saudita - Spain EspanhaH0-1
23 de Junho de 2006ColôniaTogo Togo - Bandeira da França FrançaG0-2
Nota¹: Para ver as informações completas sobre os jogos, tais como gols, posse de bola, cartões, etc., vide os artigos dos grupos.
Nota²: Entre parênteses, o resultado do jogo no final do primeiro tempo.;

Classificações

Grupo A

Com o fim dos jogos da segunda rodada (15/06) do grupo A, a Alemanha e o Equador já garantiram vaga na próxima fase. Os jogos da terceira rodada definiram as posições das mesmas no grupo. A Polônia e a Costa Rica já não tinham mais chances de classificação.

Grupo B

No grupo B, a Inglaterra também já tinha garantido sua vaga na próxima fase com antecipação. O Paraguai não tinha mais chances de classificação. A outra vaga do grupo foi definida na terceira rodada entre Suécia e Trinidad e Tobago cujo a Suécia de futebol acabou garantido-a.

Grupo C

Com o fim dos jogos da segunda rodada (16 de Junho) do grupo C, a seleção Argentina e a seleção Neerlandesa garantiram vaga na próxima fase. Restou saber quem ficou com o primeiro lugar, o que se definiu na terceira rodada num empate com nenhum gol dando a primeira colocação para a seleção Argentina. Consequentemente, a Costa do Marfim e Sérvia e Montenegro não têm mais chances de classificação.

Grupo D

No dia 17 de Junho, a seleção portuguesa garantiu-se como sexta classificada para as oitavas de finais, ao vencer o Irã, já sem chances de classificação, por 2 a 0. O México se classificou com segunda colocada no grupo, mesmo perdendo para a seleção portuguesa, já que a Angola e a Irã empataram.

Grupo E

Com os jogos da segunda rodada nada se definiu no grupo mas na terceira rodada com a vitória da Itália e de Gana as seleções ficaram com o primeiro e segundo lugar respectivamente

Grupo F

O Brasil garantiu sua classificação para a segunda fase com a vitória sobre a Austrália por 2 a 0, e a seleção australiana conseguiu a segunda vaga empatando com a Croácia.

Grupo H

A Espanha garantiu sua classificação para a segunda fase com a vitória sobre a Tunísia por 3 a 1, e a Ucrânia conseguiu o segundo lugar vencendo a Tunísia.

Geral

Passaram para a segunda fase:

Alemanha

Argentina

Austrália

Brasil

Equador

Espanha

França

Gana

Holanda

Inglaterra

Itália

México

Portugal

Suécia

Suíça

Ucrânia

Foram eliminados na primeira fase:

Angola

Arábia Saudita

Coréia do Sul

Costa do Marfim

Costa Rica

Croácia

Estados Unidos

Irã

Japão

Paraguai

Polônia

República Tcheca

Sérvia e Montenegro

Togo

Trinidad e Tobago

Tunísia

Ganharam todos os jogos da primeira fase:

Alemanha

Brasil

Espanha

Portugal

Perderam todos os jogos da primeira fase:

Costa Rica

Sérvia e Montenegro

Togo

Não levou gol em toda a Copa:

Suíça (Levou 3 nos pênaltis contra a Ucrânia)

Não Fez gol na copa:

Trinidad e Tobago

Classificações dos grupos

Grupo A

SeleçãoPtJVEDGPGCSG
Germany Alemanha93300826
Ecuador Equador63201532
Poland Polônia3310224-2
Costa Rica Costa Rica0300339-6

Grupo B

SeleçãoPtJVEDGPGCSG
England Inglaterra73210523
Sweden Suécia53120321
Paraguay Paraguai33102220
Trinidad and Tobago Trinidad e Tobago1301204-4

Grupo C

SeleçãoPtPVEDGPGCSG
Argentina Argentina73210817
Países Baixos Holanda73210312
Cote d'Ivoire Costa

do Marfim

3310256-1
Serbia and Montenegro Sérvia e Montenegro03003210-8

Grupo D

SeleçãoPtPVEDGPGCSG
Portugal Portugal93300514
Mexico México43111431
Angola Angola2302112-1
Iran Irã1301226-4

Grupo E

SeleçãoPtPVEDGPGCSG
Italy Itália73210514
Ghana Gana63201431
Bandeira da República Tcheca República Tcheca3310234-1
the United States Estados Unidos1301226-4

Grupo F

SeleçãoPtPVEDGPGCSG
Brasil Brasil93300716
Australia Austrália43111550
Bandeira da Croácia Croácia2302123-1
Japan Japão1301227-5

Grupo G

SeleçãoPtPVEDGPGCSG
Switzerland Suíça73210404
Bandeira da França França53120311
South Korea Coréia

 do Sul

4311134-1
Togo Togo0300316-5

Grupo H

SeleçãoPtPVEDGPGCSG
Spain Espanha93300817
Ukraine Ucrânia63201541
Tunisia Tunísia1301236-3
Saudi Arabia Arábia Saudita1301227-5

Fases seguintes

oitavas-de-finalquartas-de-finalsemifinaisfinal
              
24 junho - Munique      
Germany Alemanha 2 (2)
30 junho- Berlim
Sweden Suécia 0 (0) 
Germany Alemanha 1+4**(0)
24 junho - Leipzig
 Argentina Argentina 1+2**(0) 
Argentina Argentina 1+1*(1)
4 julho - Dortmund
Mexico México 1+0*(1) 
Germany Alemanha 0+0*
26 junho - Kaiserslautern
 Italy Itália 0+2* 
Italy Itália 1 (0)
30 junho- Hamburgo
Australia Austrália 0 (0) 
Italy Itália 3 (1)
26 junho - Colônia
 Ukraine Ucrânia 0 (0) 
Switzerland Suíça 0+0**
9 julho - Berlim
Ukraine Ucrânia 0+3** 
Italy Itália 1[5]
25 junho - Stuttgart
 Bandeira da França França 1[3]
England Inglaterra 1 (0)
1º julho - Gelsenkirchen
Ecuador Equador 0 (0) 
England Inglaterra 0+1**
25 junho - Nuremberg
 Portugal Portugal 0+3** 
Portugal Portugal 1 (1)
5 julho - Munich
Países Baixos Holanda 0 (0) 
Portugal Portugal 0 (0)
27 junho - Dortmund
 Bandeira da França França 1(1) disputa de 3º lugar
Brasil Brasil 3 (2)
1º julho - Frankfurt8 julho - Stuttgart
Ghana Gana 0 (0) 
Brasil Brasil 0 (0)Germany Alemanha 3(0)
27 junho - Hannover
 Bandeira da França França 1 (0) Portugal Portugal 1(0)
Spain Espanha 1 (1)
Bandeira da França França 3 (1) 

* Após prolongamento.
**Após disputa de pênaltis.
Entre parênteses: resultado no fim do primeiro tempo.

Por falta de espaço, para manter o layout, na final temos o resultado da disputa dos pênaltis entre chaves.

Fases seguintes

Oitavas-de-final

Horários da Alemanha (UTC+2).

24 de Junho

17:00

Germany Alemanha2 – 0Sweden SuéciaFIFA WM Stadion München, Munique
Público: 66.000
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Brasil)
Podolski Gol marcado a 4 minutos 4' Gol marcado a 12 minutos 12' 

24 de Junho

21:00

Argentina Argentina2 – 1 (pro.)Mexico MéxicoZentralstadion, Leipzig
Público: 43.000
Árbitro: Massimo Busacca (Suíça)
Crespo Gol marcado a 10 minutos 10'
Rodríguez Gol marcado a 98 minutos 98'
 Márquez Gol marcado a 6 minutos 6'

25 de Junho

17:00

England Inglaterra1 – 0Ecuador EquadorGottlieb-Daimler-Stadion, Stuttgart
Público: 52.000
Árbitro: Frank De Bleeckere (Bélgica)
Beckham Gol marcado a 60 minutos 60' 

25 de Junho

21:00

Portugal Portugal1 – 0Países Baixos HolandaFrankenstadion, Nuremberg
Público: 41.000
Árbitro: Valentin Ivanov (Rússia)
Maniche Gol marcado a 23 minutos 23' 

26 de Junho

17:00

Italy Itália1 – 0Australia AustráliaFritz Walter Stadion, Kaiserslautern
Público: 46.000
Árbitro: Luis Medina Cantalejo (Espanha)
Totti Gol marcado a 90+5 minutos 90+5' (pen.) 

26 de Junho

21:00

Switzerland Suíça0 – 0 (pro.)Ukraine UcrâniaFIFA WM Stadion Köln, Colônia
Público: 45.000
Árbitro: Benito Archundia (México)
 
  Penalidades 
Streller Erro (saved)
Barnetta Erro (hit crossbar)
Cabanas Erro (saved)
0 – 3Erro (saved) Shevchenko
Convertido Milevskiy
Convertido Rebrov
Convertido Husyev
 

27 de Junho

17:00

Brasil Brasil3 – 0Ghana GanaFIFA WM Stadion Dortmund, Dortmund
Público: 65.000
Árbitro: Ľuboš Micheľ (Eslováquia)
Ronaldo Gol marcado a 5 minutos 5'
Adriano Gol marcado a 45+1 minutos 45+1'
Zé Roberto Gol marcado a 84 minutos 84'
 

27 de Junho

21:00

Spain Espanha1 – 3Bandeira da França FrançaFIFA WM Stadion Hannover, Hanôver
Público: 43.000
Árbitro: Roberto Rosetti (Itália)
Villa Gol marcado a 28 minutos 28' (pen.) Ribéry Gol marcado a 41 minutos 41'
Vieira Gol marcado a 83 minutos 83'
Zidane Gol marcado a 90+2 minutos 90+2'

Quartas-de-final

Horários da Alemanha (UTC+2)

30 de Junho

17:00

Germany Alemanha1 – 1 (pro.)Argentina ArgentinaOlympiastadion, Berlim
Público: 72.000
Árbitro: Ľuboš Micheľ (Eslováquia)
Klose Gol marcado a 80 minutos 80' Ayala Gol marcado a 49 minutos 49'
  Penalidades 
Neuville Convertido
Ballack Convertido
Podolski Convertido
Borowski Convertido
4 – 2Convertido Cruz
Erro (saved) Ayala
Convertido Rodríguez
Erro (saved) Cambiasso
 

30 de Junho

21:00

Italy Itália3 – 0Ukraine UcrâniaFIFA WM Stadion Hamburg, Hamburgo
Público: 50.000
Árbitro: Frank De Bleeckere (Bélgica)
Zambrotta Gol marcado a 6 minutos 6'
Toni Gol marcado a 59 minutos 59' Gol marcado a 69 minutos 69'
 

1 de Julho

17:00

England Inglaterra0 – 0 (pro.)

Portugal Portugal

FIFA WM Stadion

Gelsenkirchen,

Gelsenkirchen
Público: 52.000
Árbitro: Horacio Elizondo

(Argentina)

 

  Penalidades 
Lampard Erro (saved)
Hargreaves Convertido
Gerrard Erro (saved)
Carragher Erro (saved)
1 – 3Convertido Simão
Erro (hit post) Viana
Erro (saved) Petit
Convertido Postiga
Convertido Ronaldo
 

1 de Julho

21:00

Brasil Brasil0 – 1Bandeira da França FrançaFIFA WM Stadion Frankfurt, Frankfurt
Público: 48.000
Árbitro: Luis Medina Cantalejo (Espanha)
 Henry Gol marcado a 57 minutos 57'

Semi-finais

Horários da Alemanha (UTC+2)

4 de Julho

21:00

Germany Alemanha0 – 2 (pro.)Italy ItáliaFIFA WM Stadion Dortmund, Dortmund
Público: 65.000
Árbitro: Benito Archundia (México)
 Grosso Gol marcado a 119 minutos 119'
Del Piero Gol marcado a 120+1 minutos 120+1'

5 de Julho

21:00

Portugal Portugal0 – 1Bandeira da França FrançaFIFA WM Stadion München, Munique
Público: 66.000
Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai)
 Zidane Gol marcado a 33 minutos 33' (pen.)

Disputa pelo 3º lugar

Horários da Alemanha (UTC+2)

8 de Julho

21:00

Germany Alemanha3 – 1Portugal PortugalGottlieb-Daimler-Stadion, Stuttgart
Público: 52.000
Árbitro: Toru Kamikawa (Japão)
Schweinsteiger Gol marcado a 56 minutos 56' Gol marcado a 78 minutos 78'
Petit Gol marcado a 60 minutos 60' (g.c.)
 Nuno Gomes Gol marcado a 88 minutos 88'

Final

Horários da Alemanha (UTC+2)

9 de Julho

20:00

Italy Itália1 – 1 (pro.)Bandeira da França FrançaOlympiastadion, Berlim
Público: 69.000
Árbitro: Horacio Elizondo (Argentina)
Materazzi Gol marcado a 19 minutos 19' Zidane Gol marcado a 7 minutos 7' (pen.)
  Penalidades 
Pirlo Convertido
Materazzi Convertido
De Rossi Convertido
Del Piero Convertido
Grosso Convertido
5 – 3Convertido Wiltord
Erro (hit crossbar) Trezeguet
Convertido Abidal
Convertido Sagnol
 
Cores do TimeCores do TimeCores do Time
Cores do Time
Cores do Time
 
Itália
Cores do TimeCores do TimeCores do Time
Cores do Time
Cores do Time
 
França

Gols Marcados

No final da copa, o artilheiro Miroslav Klose recebeu a "Chuteira de Ouro" Adidas (Golden Shoe Award). O jogador brasileiro Ronaldo foi o último vencedor do prêmio na Copa de 2002, com 8 gols marcados, e é o único vencedor que continua jogando. Ronaldo é o maior artilheiro de todas as Copas, com 15 gols. Já Just Fontaine é o maior artilheiro de uma única edição do torneio com 13 gols marcados na Copa de 1958.

5 gols

Bandeira da Alemanha Miroslav Klose

 

3 gols

Bandeira da Alemanha Lukas Podolski

Argentina Hernán Crespo

Argentina Maxi Rodríguez

Bandeira do Brasil Ronaldo

Spain David Villa

Spain Fernando Torres

France Thierry Henry

France Zidane

2 gols

Australia Tim Cahill

Bandeira do Brasil Adriano

Bandeira da Alemanha Schweinsteiger

Cote d'Ivoire Aruna Dindane

Costa Rica Paulo Wanchope

Ecuador Agustin Delgado

Ecuador Carlos Tenorio

France Patrick Vieira

Bandeira da Inglaterra Steven Gerrard

Italy Luca Toni

Italy Marco Materazzi

Mexico Omar Bravo

Bandeira da Polônia Bartosz Bosacki

 Portugal Maniche

Bandeira da República Tcheca Tomáš Rosický

Bandeira da Suiça Alexander Frei

Ukraine Andriy Shevchenko

1 gol

Bandeira da Alemanha Oliver Neuville

Bandeira da Alemanha Philipp Lahm

Bandeira da Alemanha Torsten Frings

Angola Flávio Amado

Saudi Arabia Sami Al Jaber

Saudi Arabia Yasser Al Qahtani

Argentina Carlos Tevez

Argentina Esteban Cambiasso

Argentina Javier Saviola

Argentina Lionel Messi

Argentina Roberto Ayala

Australia Craig Moore

Australia Harry Kewell

Australia John Aloisi

Bandeira do Brasil Fred

Bandeira do Brasil Gilberto

Bandeira do Brasil Juninho Pernambucano

Bandeira do Brasil Kaká

Bandeira do Brasil Zé Roberto

South Korea Ahn Jung Hwan

South Korea Lee Chun-Soo

South Korea Park Ji-Sung

Cote d'Ivoire Bakari Koné

Cote d'Ivoire Bonaventure Kalou

Cote d'Ivoire Didier Drogba

Costa Rica Rónald Gómez

Bandeira da Croácia Darijo Srna

Bandeira da Croácia Niko Kovač

Ecuador Iván Kaviedes

Spain Juanito Gutiérrez

Spain Raúl González

Spain Xabi Alonso

the United States Clint Dempsey

France Franck Ribéry

Ghana Asamoah Gyan

Ghana Haminu Draman

Ghana Stephen Appiah

Ghana Sulley Ali Muntari

Bandeira dos Países Baixos Arjen Robben

Bandeira dos Países Baixos Robin van Persie

Bandeira dos Países Baixos Ruud van Nistelrooy

Bandeira da Inglaterra David Beckham

Bandeira da Inglaterra Joe Cole

Bandeira da Inglaterra Peter Crouch

Iran Sohrab Bakhtiarizadeh

Iran Yahya Golmohammadi

Italy Alberto Gilardino

Italy Andrea Pirlo

Italy Filippo Inzaghi

Italy Francesco Totti

Italy Gianluca Zambrotta

Italy Vincenzo Iaquinta

Italy Fabio Grosso

Italy Alessandro Del Piero

Japan Keiji Tamada

Japan Shunsuke Nakamura

Mexico Fonseca

Mexico Rafael Márquez

Mexico Zinha

Paraguay Nelson Cuevas

 Portugal Cristiano Ronaldo

 Portugal Deco

 Portugal Pauleta

 Portugal Simão Sabrosa

 Portugal Nuno Gomes

Bandeira da República Tcheca Jan Koller

Serbia and Montenegro Nikola Zigic

Serbia and Montenegro Sasa Ilic

Sweden Fredrik Ljungberg

Sweden Henrik Larsson

Sweden Marcus Allbäck

Bandeira da Suiça Philippe Senderos

Bandeira da Suiça Tranquillo Barnetta

Togo Mohamed Kader

Tunisia Jaouhar Mnari

Tunisia Radhi Jaidi

Tunisia Ziad Jaziri

Ukraine Andriy Rusol

Ukraine Maksim Kalynychenko

Ukraine Serhiy Rebrov

FIFA World Cup Stadium, Dortmund

FIFA World Cup Stadium, Dortmund

Gols contra

  • Italy Cristian Zaccardo (1)
  • Paraguay Carlos Gamarra (1)
  • Trinidad and Tobago Brent Sancho (1)
  •  Portugal Petit (1)

Classificação final

A Classificação final das seleções levou em conta a fase em que a seleção chegou e depois a sua pontuação assim como os outros critérios de desempate. Por exemplo: a Ucrânia com um total de 7 pontos ficou à frente da Espanha que obteve um total de 9 pontos. Isso devido a Espanha ter sido eliminada nas oitavas de final, enquanto que a Ucrânia saiu na fase de quartas de final.

Finalistas

CampeãoItaly Itália
Vice-CampeãoFrança França
3° lugarBandeira da Alemanha Alemanha
4° lugar Portugal Portugal

Eliminados nas Quartas de Final

5°. Brasil Brasil12 pontos
6°. Argentina Argentina11 pontos
7°. England Inglaterra11 pontos
8°. Ukraine Ucrânia7 pontos

Eliminados nas Oitavas de Final

9°. Spain Espanha9 pontos
10°. Switzerland Suíça8 pontos
11°. Países Baixos Holanda9 pontos
12°. Ecuador Equador6 pontos
13°. Ghana Gana6 pontos
14°. Sweden Suécia5 pontos
15°. Mexico México6 pontos
16°. Australia Austrália4 pontos

Eliminados na primeira fase

17°. South Korea Coréia do Sul4 pontos
18°. Paraguay Paraguai3 pontos
19°. Cote d'Ivoire Costa do Marfim3 pontos
20°. Bandeira da República Tcheca República Tcheca3 pontos
21°. Poland Polônia3 pontos
22°. Bandeira da Croácia Croácia2 pontos
23°. Angola Angola2 pontos
24°. Tunisia Tunísia1 ponto
25°. the United States Estados Unidos1 ponto
26°. Iran Irã1 ponto
27°. Trinidad and Tobago Trinidad e Tobago1 ponto
28°. Saudi Arabia Arábia Saudita1 ponto
29°. Japan Japão1 ponto
30°. Togo Togo0 ponto
31°. Costa Rica Costa Rica0 ponto
32°. Serbia and Montenegro Sérvia e Montenegro0 ponto

Premiações

Campeão da Copa do Mundo FIFA de 2006
Itália
Itália
Quarto Título

Individuais

Prêmio FIFA Chuteira/Bota de Ouro (artilheiro/marcador):Prêmio FIFA Bola de Ouro (melhor jogador):Prêmio FIFA Yashin (melhor goleiro/guarda-redes)Prêmio FIFA Melhor Jogador Jovem:
Bandeira da Alemanha
Miroslav Klose
France
Zinedine Zidane
Italy
Gianluigi Buffon
Bandeira da Alemanha
Lukas Podolski
Troféu FIFA Fair Play (time/equipa menos faltoso/a):Time/Equipa mais empolgante:  
Brasil Brasil
Spain Espanha
Portugal Portugal
  
Seleção da Copa

Ao final da competição uma equipe da FIFA selecionou a seleção da copa, que é composta pelos 23 melhores jogadores do torneio.

GoleirosDefensoresMeias/MédiosAtacantes

Italy Gianluigi Buffon

Bandeira da Alemanha Jens Lehmann

 Portugal Ricardo Pereira

Argentina Roberto Ayala

Bandeira da Inglaterra John Terry

France Lilian Thuram

Bandeira da Alemanha Philipp Lahm

Italy Fabio Cannavaro

Italy Gianluca Zambrotta

 Portugal Ricardo Carvalho

Bandeira do Brasil Zé Roberto

France Patrick Vieira

France Zinedine Zidane

Bandeira da Alemanha Michael Ballack

Italy Andrea Pirlo

Italy Gennaro Gattuso

Italy Francesco Totti

 Portugal Luís Figo

 Portugal Maniche

Argentina Hernan Crespo

France Thierry Henry

Bandeira da Alemanha Miroslav Klose

Italy Luca Toni

 Portugal Nuno Gomes

Curiosidades

  • Com 64 partidas disputadas, a Copa do Mundo de 2006 superou o número de 0 a 0 da última edição, em 2002, na Coréia do Sul e do Japão. Sete partidas terminaram sem gols, são elas: Suécia vs. Trinidad e Tobago, França vs. Suíça, México vs. Angola, Japão vs. Croácia, Argentina vs. Holanda, Suíça vs. Ucrânia e Inglaterra vs. Portugal (1 de Julho de 2006)
  • A média de 2.3 golos por partida foi a segunda menor na história da competição, só ficando atrás da Copa do Mundo de 1990.
  • Depois de dois torneios onde houve o sistema de "Morte Súbita" ou "Gol de Ouro" na prorrogação (onde quem marcasse primeiro na prorrogação seria o vencedor), a FIFA abandonou o sistema em 2004, voltando ao sistema anterior em que o tempo extra seria disputado até o final dos 30 minutos. A volta do antigo sistema de disputa já começou a valer para o Torneio Olímpico de Futebol de 2004, disputado em Atenas, na Grécia.
  • Zinédine Zidane, sugerido pela bancada da FIFA para ser o melhor jogador da copa, não só pela habilidade como pelo pequeno número de faltas até então, desferiu uma cabeçada com força no peito de Marco Materazzi. Segundo o jogador francês, o defesa italiano teria dito um palavrão a respeito da irmã do primeiro, depois de uma falta cobrada pela França. Isto implicou em sua expulsão e deu um motivo a mais para a derrota francesa.
  • Lionel Messi, jogador argentino, tornou-se o quinto jogador mais jovem a marcar gol num Campeonato do Mundo com 18 anos e 357 dias. Chegou à marca ao fazer o último golo da goleada argentina de 6 a 0 sobre a seleção da Sérvia e Montenegro, no dia 16 de Junho de 2006 em Gelsenkirchen.
  • Gamarra, jogador paraguaio, marcou o gol contra mais rápido de toda a história das Copas do Mundo, ao fazer um gol aos 3 minutos do primeiro tempo, contra a Inglaterra.
  • Luiz Felipe Scolari atingiu o recorde de maior número de vitórias consecutivas como técnico no torneio. Ao vencer os Holanda (25 de Junho), atingiu onze vitórias, ampliando o seu já recorde com dez vitórias. A sequência foi interrompida no empate sem golos na partida entre Inglaterra e Portugal (1 de julho) nas quartas-de-final (quartas-de-final) da competição onde Portugal se classificou para as semifinais (Meias-finais) nas cobranças de penalidades (pênaltis). Esta invencibilidade terminou na derrota pela França por 1 a 0, nas meias-finais.
  • A Seleção Brasileira de Futebol atingiu o recorde de maior número de vitórias consecutivas no torneio. Ao vencer Gana (27 de Junho), atingiu onze vitórias (somadas as sete vitórias da Copa do Mundo de 2002), ampliando o seu já recorde de 10 vitórias. A sequência foi interrompida na derrota por 1 a 0 contra a França (1 de julho) nos quartas-de-final do torneio. Curiosamente a última partida em que o Brasil não havia vencido, foi justamente contra a França na final da Copa do Mundo de 1998.
  • A Seleção da Sérvia e Montenegro representou durante a copa um país que já não existe. No dia 3 de junho, aproximadamente uma semana antes do início do torneio, o parlamento servo-montenegrino proclamou oficialmente após um referendo realizado no dia 21 de maio a divisão do país em dois: Sérvia e Montenegro.
  • O jogador Ronaldo, do Brasil, com os 2 gols marcados contra o Japão na vitória por 4 a 1, completou 14 golos em Campeonatos do Mundo (1998-2002-2006), ultrapassando assim Pelé, que marcou doze golos (1958-1962-1966-1970), e igualando o recorde do alemão Gerd Müller com os mesmos 14 golos, marcados nas Copas de 1970 e 1974. No jogo seguinte, contra Gana marcou mais um, tornando-se assim o maior artilheiro da história das Copas, com quinze gols marcados na história da competição.
  • Na partida Croácia vs. Austrália, por um erro do juiz, o jogador Josip Šimunić só foi expulso após levar o terceiro cartão amarelo.
  • A Copa do Mundo de 2006 superou o recorde de cartões vermelhos de todas as outras copas. Foram 28 expulsões, superando o recorde de 22 cartões na Copa do Mundo de 1998.
  • Na disputa das oitavas-de-final, contra a Ucrânia, que foi às penalidades, a seleção da Suíça tornou-se a primeira a não se classificar adiante das oitavas-de-final sem ter tomado qualquer gol válido no placar até o momento.
  • Na mesma partida, a seleção da Suíça tornou-se a primeira em copas do mundo a não marcar nenhum gol em disputas de pênalti, em que a seleção da Ucrânia ganhou por 3 a 0.
  • Portugal vs. Holanda foi a partida em Campeonatos do Mundo com mais cartões: 16 amarelos (nove para Portugal e sete para os Holanda) e quatro vermelhos (dois para cada).
  • Na partida entre Brasil e França (1 de julho) válida pelas quartas-de-final do torneio, o zagueiro Lúcio, do Brasil, bateu o recorde de maior tempo em que um zagueiro ficou sem cometer faltas num campeonato do mundo. Ele ficou 386 minutos sem cometer infrações neste Campeonato. O recorde pertencia ao defesa paraguaio Gamarra, que em 1998 havia ficado 383 minutos sem cometer faltas.
  • O treinador brasileiro Carlos Alberto Parreira ficou extremamente nervoso com a Rede Globo por causa do programa Leitura Labial do Fantástico, segundo a qual foi revelado que o técnico falava palavrões na maioria das vezes que se referia aos seus jogadores. Apesar de os surdos-mudos contratados pela Globo afirmarem que ele falava palavrões constantemente com o time, e que inclusive insistiu com Zagallo para tirar o Ronaldo, ele emitiu uma nota expressando que nunca faria ambas as coisas. Na partida contra a França, ele chegou a se prevenir tapando a boca com a mão constantemente.
  • As seleções brasileira e espanhola foram as ganhadoras do Prêmio Fair Play, dado aos times que menos cometeram faltas na competição. Foi a terceira vez que o Brasil conquistou o prêmio.
  • A Seleção Brasileira ganhou o tricampeonato em 1970 e o tetra em 1994, 24 anos de diferença. A Seleção Italiana ganhou o tricampeonato em 1982 e o tetra em 2006, também 24 anos de diferença. Mais uma curiosidade é que ambas conquistaram o 4º título (únicas que já conseguiram esse feito) vencendo a partida final na disputa por pênaltis.
  • É a primeira vez que a Itália ganha em uma disputa por pênaltis em uma Copa do Mundo. Antes disso a Itália só conheceu derrotas nas disputas por pênaltis: fora derrotada nas semifinais diante da Argentina em 1990; perdeu a final de 1994 para o Brasil; e fora derrotada para a França nas quartas-de-final em 1998.
  • Com o golo marcado no começo da partida final, Zidane se tornou o quarto jogador a marcar golo em final de duas copas (em 1998-2006). Os outros três foram o brasileiro Vavá, o também brasileiro Pelé e o alemão Paul Breitner.
  • Nas Quartas de Final, realizou-se uma disputa por pênaltis entre duas seleções que nunca perderam nos pênaltis em Copas do mundo: a Argentina e a Alemanha. Esta última saiu vitoriosa, mantendo-se invicta nesse tipo de decisão.
  • Na maioria das Copas, ou Brasil e/ou Alemanha chegam na final da Copa do Mundo, nesse ano isso não ocorreu, a Alemanha perdeu nas Semi-Finais para a Itália e o Brasil nas Quartas para a França. Foi a quinta vez isso ocorre. As outras quatro vezes foram em 1978 (Argentina x Holanda), 1938 (Itália x Hungria), 1934 (Itália x Tchecoslováquia) e 1930 (Uruguai x Argentina).
  • Em 1990, a copa do mundo realizou-se na Itália e teve a vitória da Alemanha. Agora em 2006, a Itália obteve a revanche, conquistando o título na Alemanha.
  • O atacante sueco Markus Allbäck marcou o gol de número 2000 na história dos Mundiais. Ele conseguiu a façanha no jogo da primeira fase em que a sua seleção empatou com a da Inglaterra por 2x2, no grupo B.
  • A participação de Togo na Copa do Mundo FIFA de 2006 foi conturbada. A Federação local prometeu uma premiação em dinheiro pela classificação para o Mundial. Ao chegarem na Alemanha, os atletas acusaram os dirigentes da federação local de reter os prêmios em dinheiro, prometendo o pagamento em caso de classificação da seleção para as oitavas-de-final. Como a equipe perdeu os dois primeiros jogos contra Coréia do Sul e Suíça, e não tinham mais chances de classificação, os jogadores ameaçaram não entrar em campo no último jogo contra a França pelo não pagamento do prêmio. A FIFA foi obrigada a intervir na questão, para forçar a Federação local a pagar a premiação aos atletas. Mais tarde, os dirigentes da Federação Togolesa acusaram publicamente a FIFA de pagar um valor insignificante para a participação da Seleção no Mundial. A FIFA se defendeu da acusação dizendo que o valor pago pela entidade para cada equipe pela participação no Mundial é igual para todas as seleções participantes. Como prova, exibiu os balanços da entidade, com o pagamento oficial de premiações pela participação no torneio, juntamente com um documento onde, em reunião com os dirigentes das Associações Nacionais de Futebol foram discutidos os prêmios em caso de classificação, com todos os presidentes das associações nacionais de futebol assinando o documento. Diante disso, a FIFA exigiu da Federação Togolesa um pedido oficial de desculpas, sob pena de exclusão de Togo das futuras competições da FIFA, o que foi imediatamente feito.

Última atualização: 24/09/13. Política de privacidade  |  Mapa do Site