Copas do Mundo
Página Inicial
Notícias
Artigos
História das Copas
Copa do Mundo de 1930
Copa do Mundo de 1934
Copa do Mundo de 1938
Copa do Mundo de 1950
Copa do Mundo de 1954
Copa do Mundo de 1958
Copa do Mundo de 1962
Copa do Mundo de 1966
Copa do Mundo de 1970
Copa do Mundo de 1974
Copa do Mundo de 1978
Copa do Mundo de 1982
Copa do Mundo de 1986
Copa do Mundo de 1990
Copa do Mundo de 1994
Copa do Mundo de 1998
Copa do Mundo de 2002
Copa do Mundo de 2006
Copa do Mundo de 2010
Copa do Mundo de 2014
Copa do Mundo de 2018
Copa do Mundo de 2022
Mascotes das Copas
Copa das Confederações
Livro de Visitas
Links
E-mail

 

FIFA inspeciona obras do Estádio do Mineirão

 

O estádio do Mineirão recebeu na tarde desta quarta-feira (21-09-2011) um grupo de técnicos representantes da FIFA e do COL (Comitê Organizador Local) para a Copa do Mundo de 2014. A visita teve como objetivo inspecionar as obras de reforma do estádio, que irá ser uma das sedes da Copa do Mundo no Brasil e ainda disputa, com São Paulo e Brasília, a oportunidade de receber a cerimônia e a partida de abertura do Mundial de futebol.

O estádio do Mineirão foi a segunda sede da Copa a receber a visita de inspeção da FIFA. Assim como na primeira visita, ao Maracanã no Rio de Janeiro, os técnicos deixaram o local sem dar declarações que revelassem as suas impressões sobre o andamento das obras.

No estádio mineiro, a comitiva da FIFA/COL observou o andamento das obras, que, segundo o governo do estado, seguem dentro do prazo e serão concluídas até dezembro de 2012. Os custos serão de R$ 665,7 milhões, sendo R$ 654 milhões via parceria público-privada (PPP), que pegará empréstimo de R$ 400 milhões com o BNDES. O restante é dinheiro do governo do Estado de Minas Gerais. A capacidade do Mineirão para a Copa será de 64,5 mil pessoas.

Um dos pontos observados pelos técnicos foi o fluxo de circulação de pessoas e automóveis previsto para o novo projeto do estádio. O projeto da obra prevê a construção de uma série de atrações no entorno do estádio, que já se localiza em uma área com grande atratividade em Belo Horizonte, a lagoa da Pampulha.

Será erguida uma esplanada multiuso (espécie de grande praça com marquise), com capacidade para 65 mil pessoas e serviços de bares, restaurantes, lojas e espaços para a prática de esportes, além de abrigar um Museu do Futebol.

Outras características técnicas da obra, como a colocação de novos amortecedores, visibilidade do gramado a partir dos diferentes setores da arquibancada e tamanho e modelo dos camarotes também foram inspecionados pela FIFA.

Fonte: Uol Esportes


Última atualização: 24/09/13. Política de privacidade  |  Mapa do Site